segunda-feira, 31 de outubro de 2011

PIADAS DE CAIPIRAS

Anselmo vaqueiro vai ao posto de saúde em Munguengue se consultar e o médico lhe fala
-Sabe seu Anselmo o senhor parece muito mal... O que está sentindo?
-Uma grande depressão doutor. Responde o vaqueiro...
-E o senhor sabe a causa disso compadre?
-Doutor, é que eu preciso de 500 reais urgente mode eu pagar umas continha num sabe!
-Ah...mas isso é facil de resolver seu anselmo! Diz o doutor enquanto preenche um cheque de 500 reais e entrega pro vaqueiro.
-Que coisa boa, doutor... Nem acredito! Já estou me sentindo bem melhor! Muito obrigado e até logo! Diz o velho, preparando-se para ir embora do centro de saúde.

É ai que o médico fala:
-Peraí seu Anselmo...falta agora pagar a consulta!
-Hã?E quanto é? Pergunta Anselmo.
-Mil reais! Só Mil reais.

-Danou-se...

Teste para diagnóstico de alzheimer

Novo teste para diagnóstico de Alzheimer! Cuidado

FINAL DE SEMANA NO SÍTIO CAIÇARA

ESSE FINAL DE SEMANA
PARA MIM FOI ESPECIAL
PASSEI NA CAIÇARA
MUNICÍPIO DE UMARIZAL
NA CASA DE DONA NELI
TODOS ESTAVAM POR ALI
E TINHA COMIDA REGIONAL
 
TINHA NA MESA DO ALPENDRE
GALINHA, FRANGO E GUINÉ
FAROFA DE CUSCUS E FEIJÃO
ERA ALI FEITO MUNDÉ
AINDA TINHA MAXIXADA
JUNTO COM UMA CACHAÇADA
QUE EU QUASE NÃO FICO DE PÉ
 
TOMEI UMA PITUZINHA
E COMI FEITO UM LEÃO
COM ESSA GENTE BOA
QUE MORA NAQUELE CHÃO
NEGA DO SAUDOSO SINVAL
QUE DE FORMA COLOSSAL
NOS RECEBEU COM EMOÇÃO
 
AGRADEÇO A TODOS
QUE FORAM PARTICIPAR
ARLINDO E SUA FAMÍLIA
ROSALBA E O ESPOSO ALTEMAR
E TINHA MUITO MAIS GENTE
TOMANDO AGUARDENTE
NESSA FARRA BOA PRA DANAR
 
O DIA FOI DIFERENTE
NAQUELA COMUNIDADE
É MELHOR UM DIA NO SÍTIO
DE QUE 10 AQUI NA CIDADE
COMENDO FEIJÃO COM TOCIM
O ESPINHAÇO DE UM BODIM
E CACHAÇA A VONTADE
 
PADIM E ASSIM É NOSSA VIDA
QUE NA TERRA É PASSAGEIRA
SE NÓS NÃO APROVEITARMOS
A MORTE VEM BEM LIGEIRA
E NOS PEGA DESPREVENIDO
SEM TER SE DIVERTIDO
COM NENHUMA BRINCADEIRA
 
VÁ EM FRENTE COMPADRE
E BOTE PRA LASCAR
SE DIVIRTA EM QUANTO PODE
NESSA VIDA QUE VAI PASSAR
NA MINHA AGENDA PROCUREI
TEMPO PRA MORRER NÃO ENCONTREI
 E A MORTE EU VOU ENGANAR
 
                          TEXTO: JATÃO VAQUEIRO
VEJA AS FOTOS EM MAIS INFORMAÇÕES:

Xenofobia para com os Nordestinos: OAB promete 'tomar providências' sobre xenofobia após Enem

 
Depois de vários comentários nas redes sociais criticando os nordestinos por conta do vazamento de questões que podem levar à anulação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seção Ceará, promete "tomar providências". "Nós não podemos permitir em pleno século 21, com a valorização da cidadania, com a valorização dos direitos humanos, que essas pessoas fiquem denegrindo a imagem de regiões, de pessoas", disse nesta sexta-feira o vice-presidente da Ordem, José Julio da Ponte Neto.

O presidente da Comissão de Educação da OAB-CE, Edimir Martins, garante que Ordem irá realizar um levantamento para identificar os responsáveis pelos casos de preconceito regional e que irá entrar com uma representação criminal na Justiça contra os usuários. "Não é a primeira vez que nós fazemos isso, houve um caso semelhante em 2009 e agora nós tomaremos a mesma atitude da época" garantiu.
Fonte: umarizalnews.blogspot.com 
DO BLOG:
Jadson Xavier (JATÃO) disse...
Não vim aqui falar mal dos nossos irmãos do sul, e sim para dizer-lhes que na região deles tem muita gente boa, más, tem pessoas como esses inconsequentes que não sabem nem o que dizem. Será que eles sabem que a região deles é composta por vários dos nossos que ali dão duro e que sustentão boa parte da econômia com a nossa mão de obra qualificada? Ou que nossa região é composta por um acervo cultural tão diversificado reconhecido mundialmente? Portanto o que eles falam ou deixam de falar de nosso povo não nos interessa. Quero ainda dizer para esses sulistas, não generalizando, que na nossa região pode ter pessoas ruins mais não leve isso pelo coletivo, é ruim quem é ruim, e digo mais, na sua terra não fica atrás vocês tem cada filé de pescoço. Vocês por exemplo não fazem parte da banda boa da região sul e sim da banda pôdre e que para nós nordestinos de coração não servem nem como sabugo de limpar...

Patu na TV: Com exclusividade blog coloca no ar matéria sobre o Lixão de Patu da TV Ponta Negra



Assista e tire suas próprias conclusões, sobre lixo hospitalar jogado a céu aberto e tudo mais que havia sido mascarado e o blog do Godeiro levou a conhecimento da sociedade tal absurdo...
Fonte: http://higorgodeiro.blogspot.com/ 
ISSO É UM ABSURDO
EM NOSSA SOCIEDADE
ESSE DESRESPEITO
AO POVO DE UMA CIDADE
ATÉ LIXO HOSPITALAR
NO ATERRO VÃO COLOCAR
PREJUDICANDO A COMUNIDADE

O POVO DE PATU
TEM QUE SE MOBILIZAR
CONTRA ESSE ABSURDO
QUE NÃO PODEMOS ACEITAR
CADÊ AS AUTORIDADES
QUE CUIDÃO DAS CIDADES
E NÃO VEM AQUI CONSTATAR

POBRE MEIO AMBIENTE
QUE SOFRE COM A DEGRADAÇÃO
DE ALGUNS INCONCEQUENTES
QUE NÃO PENSAM NESSE CHÃO
E DE MANEIRA ERRADA
SUJAM NOSSA MORADA
POR FALTA DE COMPREENSÃO

                                  TEXTO: JATÃO VAQUEIRO     

sábado, 29 de outubro de 2011

IMAGENS DO SERTÃO



Sempre que falo de minha infância lembro-me, incontinenti, de minha avó paterna Alzira de Sousa (Viana) Lima, na cozinha esçaçosa com o velho fogão a lenha sempre ardendo, onde ela fazia seus queijos maravilhosos. As imagens aqui postadas retratam um sertão que está desaparecendo ante os ataques persistentes da modernidade. As fotos são de 2008, mas tudo isso está por um fio... E relembrando a infância, é inevitável recordar alguns trechos da famosa canção do poeta Antônio Jocélio, CASA AMARELA: 
 
CASA AMARELA
Antônio Jocélio

Ainda lembro aquela casa em que nasci
onde eu vivi com meus irmãos e com meus pais
muitos conselhos de mamãe eu recebi
papai ali me ajudou até demais

Era amarela aquela casa inda me lembro
quando chegava dezembro papai renovava ela
Depois mandava convidar o nosso povo
pra passar O ANO NOVO NA NOSSA CASA AMARELA

Tive vontade de deixar o meu torrão
na intenção de conhecer o meu País
papai choroso deu-me a sua permissão
dizendo, Deus faça você ser bem feliz

Pedi a bênção aos meus pais e abracei
meus irmãos, depois chorei, debruçado na janela
Saí no rumo duma terra diferente
nunca mais vi minha gente nquela casa amarela

Às vezes penso em voltar ao meu lugar
para morar no mesmo canto onde eu morei
esta saudade me convida pra voltar
àquela terra em que nasci e me criei

Na mesma casa ir morar não posso mais
meus irmãos e os meus pais não são mais os donos dela
como eu queria dessa terra um pedacinho
pra fazer o meu ranchinho vizinho à casa amarela

Na mesma casa ir morar não posso mais
meus irmãos e os meus pais não são mais os donos dela
como eu queria dessa terra um pedacinho
pra fazer o meu ranchinho vizinho à casa amarela.



Fonte:/acordacordel.blogspot.com/

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

VAQUEJADAS AGENDADAS DESSE FIM DE SEMANA 28 A 30 DE OUTUBRO DE 2011









Fonte: vaquejada na mídia

PARABÉNS POETISA DALINHA CATUNDA


Querida amiga Dalinha
sertaneja por convicção
eis uma grande poetisa
versando com o coração
hoje é um dia especial
e eu aqui de Umarizal
te desejo paz e bênção

Mulher de grande alegria
sabedoria e serenidade
cria aqui do nordeste
Ipueiras é sua cidade
cabocla do sertão
gente do meu coração
hoje com nova idade

Parabéns Dalinha Catunda
mulher de grande expressão
tu eis destacada académica
e dos poetas expiração
do estado Ceará uma forte
e eu do Rio Grande do Norte
te admiro com devoção
                                   
                 Parabéns: Jatão vaqueiro

Nordestinês...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...





















Olá queridos e queridas...
O sertão é cheio de coisas extraordinários. Uma delas é a maneira de falar do nosso povo.
Segue aí então o Dicionário de NORDESTINÊS, para observarmos a riqueza criativa nossa.


Nordestinês, aprenda aqui
Então passeando pelos blogs que costumo ler, encontrei uma aula de Nordestinês no Danosse, que gostei muito e vou postar aqui pra vocês:

NORDESTINÊS
Nordestino não fica solteiro,ele fica “solto na bagaceira!
Nordestino não vai embora, ele “pegar o beco!”
Nordestino não diz ‘concordo com você’, Ele diz: issssso, homi!!!!
Nordestino não conserta, ele “imenda!”

Nordestino quando se empolga, fica com a “mulesta dos cachorros!”
Nordestino não bate, ele ’senta-le’ a mãozada!
Nordestino não bebe um drink, ele “toma uma!”

Nordestino não é sortudo, ele é “cagado!”
Nordestino não corre, ele “dá uma carreira!”
Nordestino não malha dos outros, ele “manga!”
Nordestino não conversa, ele “resenha!”

Nordestino não toma água com açúcar, ele toma “garapa!” (pra acalmar!)
Nordestino não mente, ele dá “engana”
Nordestino não percebe, ele “dá fé!”
Nordestino não sai apressado, ele sai “desembestado!”

Nordestino não aperta, ele “arroxa!” (arroxa que o negócio é bão!)
Nordestino não dá volta,ele “arrudeia!” e faz “balão”
Nordestino não espera um minuto, ele espera um “pedacinho!”
Nordestino não é distraído, ele é “apombaiado!”
Nordestino não se irritada, ele se “arreta!!”

Nordestino não fica com vergonha, ele fica encabulado, todo errado!
Nordestino não passa a roupa, ele “engoma”!
Nordestino não houve barulho, ele ouve “zuada!”
Nordestino não acompanha casal de namorados, ele “segura vela!”
Nordestino não rega as plantas, ele ‘agoa’.

Nordestino não quebra algo, ele “tora!”
Nordestino não é esperto, ele é “desenrolado!”
Nordestino não é rico, ele é um cabra “estribado!”
Nordestino não é homem, ele é “macho!”
Nordestino não é gay,ele é “bicha”!

Nordestino não pede almoço, ele pede o “cumê”
Nordestino não lancha, “merenda!”
Nordestino não fica satisfeito quando come, ele “enche o bucho!”
Nordestino não dá bronca, dá “carão!”

Nordestino quando não casa, ele fica “amigado”
Nordestino não tem diarréia, tem “caganeira!”
Nordestino não tem mau cheiro nas axilas, ele tem “suvaqueira!”
Nordestino não tem perna fina, ele tem “cambitos!”

Nordestino não é mulherengo, ele é “raparigueiro!”
Nordestino não joga fora, ele “avôa no mato”!
Nordestino não vigia as coisas, ele “fica tucaiando”

Nordestino não se dá mal, “se lasca todinho!”

Nordestino quando se espanta não diz: – Xiiii! Ele diz: Viiixi Maria! Aff maria!
Nordestino não vê coisas de outro mundo, ele vê “malassombros!”

Nordestino não é chato, é “cabuloso”
Nordestino não é cheio de frescura, é cheio de “pantim!”
Nordestino não pula, “dá pinote!”
Nordestino não briga, “arenga!”
Nordestina não fica grávida, fica “buxuda!”

Nordestino não fica bravo, fica com a “gota serena!”
Nordestino não é corajoso, é “cabra de pêia!”
Nordestino não fica apaixonado, ele “arrêia os pneus”

Fonte: www.conversasdosertao.com

O Jumento da Prefeitura


Olá minha gente.
Espero que vocês se encontrem com saúde.
Porque eu também estou. O ar puro que o mato oferece é melhor e muito do que as baforadas de poluição da cidade. Quem quiser ter saúde, venha aqui pra o sertão, respirar o ar fresco, sentir o cheiro de bosta de vaca, beber o leite trazido do curral, quentinho...

Mais uma vez, passando aqui pela roça do meu confrade Sertanejo, não resisti em contar mais uma das histórias da minha Riacho das Éguas.
O Jumento da Prefeitura

Isso aconteceu lá por volta dos anos oitenta. Riacho das Éguas nem sabia o diacho era carro, nessa vida. Foi também um tempo agoniado. Uma seca lascada. Um prefeito que teve lá, para fazer bonito com seus eleitores, pois já se aproximava de tempo de eleição de novo, decidiu fazer uma coisa que, pra ele era a ideia mais extraordinária do mundo. Resolveu contratar um jumento que ficaria a disposição dos cidadãos de Riacho das Éguas, como se fosse um carro, pra servir de veículo pra os que precisassem de um deslocamento urgente. Primeiro passo foi percorrer o vilarejo atrás de um animal que fosse, além de forçudo e bem apresentável, também apresentasse uma certa inteligência, pois o cargo exigia perícia, destreza e sabedoria.
O pior é que, de tanto procurar, achou. No nosso lugar tinha um jumento, que, de tanto viajar com seu dono para as cidades e estados carregando as mercadorias desse almocreve, Seu Luduvino, também foi adquirindo sabedoria na matemática, no português, na geografia, e chegava ao ponto, as vezes do jumento saber mais conta dos dinheiros do dono do que o próprio homem.
Não teve outra. Foi contratado na mesma hora. Em uma semana, feliz com o emprego do seu jumento, o homem, que não queria mais ser almocreve e levar e trazer mercadorias, pra cima e pra baixo, já queria carteira assinada. Lá se vai o prefeito fichar o jumento. Agora o jumento, que antes trabalhava de domingo a domingo, resolveu que precisava de pelo menos um dia de folga. Aí ficou sendo o domingo, como a maioria dos outros funcionários da prefeitura. Mas ainda, pra não perder o costume, aumentavam sua carga-horária no sábado. Era um cargo muito importante, essencial. Necessitava de horas extras.
Aí, reparem bem. Todo santo dia era aquele negócio. O jumento era solicitado por todo mundo do lugar. Uns queria que o transporte da prefeitura os levasse para os afazeres da roça, outros montavam para irem a um forró, outros, às vezes até dois de uma vez, se sentavam no jumento e pediam pra ele lavar pra lua de mel em alguma roça vizinha. E o jumento não tinha descanso.
As cenas se repetiam...

_Seu Luduvino... Mãe mandou dizer que é pra o jumento ir pegar ela lá na feira, meio dia em ponto.

Ou então:


_Cumpade Luduvino, vamos com o transporte pra levar minha muié lá na partêra, pá modi tê um fío, que ela já ta quais parino...

Certo dia, já cansado dessa labuta, o jumento decidiu fazer manha com os passageiros. Foram reclamar ao prefeito que o transporte estava quebrado ou com defeito. O prefeito deu uma reformada na cela, nas correias, comprou estribo novo, mandou dar um banho no veículo, dar um trato, comprou capim e milho novo e, para que o bichinho se alegrasse, aumentou o salário. Mas não teve jeito. O coitado do dono, o Luduvino, que era o motorista do seu jumento até tentou remediar, diminuindo as cargas, passageiros e viagens do pobre do funcionário. O caso era sério. O jumento já tava esgotado. Queria a aposentadoria da prefeitura, mas não queriam lhe dar.

Até que um dia, revoltado com o prefeito seu patrão, que não o queria entender, o jumento, inteligente como a peste, desamarrou-se de uma quixabeira em que estava, abriu a cancela de seu curral e ganhou o mundo. Até hoje o povo de Riacho das Éguas não sabe o paradeiro daquele jumento. O coitado do dono até que tentou assumir seu lugar, para não perder o cargo na prefeitura, mas não aguentou o rojão. E também, já sendo tempo da modernidade chegar, logo logo o prefeito comprou um veículo à gasolina, pra ajudar o povo. Depois que o povo acostumou com aquilo e entendeu que não era coisa do outro mundo, foi aquela felicidade. A Rural nova zerada não fazia manha de jeito nenhum.
Fonte: www.conversasdosertao.com

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Deputados aprovam quinze projetos em Umarizal dentre eles o dia do vaqueiro no RN

Os deputados aprovaram, em Umarizal, 15 projetos de lei ordinária, um projeto de lei complementar e um requerimento. Dos projetos votados durante a Assembleia Itinerante no município, oito foram de reconhecimento de Utilidade Pública e dois de denominações.

Em um desses projetos por proposição do deputado George Soares (PR), foi criado o Dia do Vaqueiro, que será comemorado no dia 18 de junho, numa homenagem a Hélio Santiago Lopes Júnior, famoso vaqueiro da região, natural de Itajá, que faleceu num acidente de carro nesse mesmo dia, este ano. Ele era conhecido nacionalmente como Hélio Júnior e membro da equipe de vaquejada do Manoel Argemiro Park Center, de sua cidade natal. O projeto foi aprovado em uma secção que ocorreu na câmara municipal de Umarizal no dia 27/10/2011
Informações: uzlemfotos.blogspot.com

REVENDO REPORTAGEM DO ACIDENTE DE HÉLIO JÚNIOR:

VAQUEIRO HÉLIO JR. MORRE VÍTIMA DE ACIDENTE

 
(VAQUEIRO HÉLIO JR.)
 Um acidente grave ocorrido na madrugada deste sábado, 18 de junho, por volta das 5 horas, tirou a vida de dois rapazes na região do Vale do Açu. Eles foram identificados como, Helio Santiago Lopes Junior e Vagner Regnê da Silva Brito.
A polícia informou que a colisão entre um ônibus da empresa Delmonte de placas –MYT-0756, e uma S-10 de placas HVD-9204, ocorreu na RN-118, próximo a comunidade de Pedrinhas em Ipanguaçu/RN.
Além dos dois mortos, ainda ficaram feridos, José Alves de Oliveira, Rosivan Alves de Oliveira, José da Silva e Erivan Soares. Todos foram encaminhados para o Hospital Regional de Assu.

OBS: HÉLIO SANTIAGO LOPES JR, É NACIONALMENTE CONHECIDO COMO 
HÉLIO JR, ELE ERA VAQUEIRO DA EQUIPE DE VAQUEJADA DO MANOEL ARGEMIRO PARK CENTER DA CIDADE DE ITAJÁ, SEU SEPULTAMENTO SERÁ AMANHÃ NAQUELA CIDADE ÁS 8:00HS(MANHÃ).

FONTE/BLOG DO SIDNEY SILVA

Receitas do Campo

RUBACÃO
Ingredientes da receita:
2 xícaras (chá) de arroz 
2 xícaras (chá) de feijão verde 
½ kg de queijo coalho fatiado 
1 litro de leite fervido 
1 molho de coentro 
Pimenta malagueta

Modo de preparo do rubacão:
Cozinhe o feijão em 3 xícaras de chá de água por 10 minutos em fogo alto. Ponha o coentro inteiro e uma colher de sobremesa de sal. O feijão deve ser cozido numa panela sempre tampada e não deve ficar mole demais. Depois junte a pimenta e o arroz que vai ser cozido no leite. O leite deve ser colocado aos poucos. Ponha uma dose e deixe o arroz secar. Um pouco depois coloque mais um pouco e deixe secar novamente, até colocar o litro todo. Por ultimo ponha o queijo de coalho. Quando o leite ferver deixe em fogo baixo com a panela tampada. Em 15 ou 20 minutos o arroz e o feijão devem estar cozidos e o queijo derretido. Aí sirva na panela mesmo ou se preferir ponha numa travessa.

Piadas de caipira

O Bêbado e o Delegado

Seu Chico vaqueiro bêbado rodando apronta todas na rua em Munguengue quebrando tudo que vê pela frente, logo em seguida dá de cara com o fusquinha da polícia. Quando dois sordados desce da viatura, pega o bêbado e leva preso aos ponta pés.
No dia seguinte o delegado pede para um dos praças ir buscar o bêbado na sela, e o policial leva o bêbado diretamente na sala do delegado. 

Seu Chico vaqueiro ja recuperado fica de frente pra o delegado que lhe dá o maior sermão dizendo: Mais seu Chico o senhor dessa idade
fazendo isso, antes do senhor ir embora quero lhe dar uma lição . O delegado pega um copo com água e outro com pinga e pega duas minhocas.
Joga uma no copo com água e outra no copo de pinga.
A minhoca que estava no copo com pinga morre e a que está no copo com água fica viva.
O delegado olha pra cara de seu Chico vaqueiro sacode a cabeça e diz:
- Que exemplo você tira disso compadre?
E o vaqueiro ironizando responde:
- É doutor! Só lhe digo uma coisa quem bebe cachaça não tem verme nãooooo.

No Piauí, estudantes valorizam aspectos da cultura nordestina

Em Itaueira, a escola Municipal Manoel Bastos Ribeiro estimula e valoriza elementos culturais nordestinos.
Os elementos da cultura regional do Nordeste são valorizados na Escola Municipal Manoel Bastos Ribeiro, no município piauiense de Itaueira. Com cerca de 700 alunos de educação infantil, ensino fundamental e educação de jovens e adultos (ensino médio), a instituição estimula e valoriza elementos culturais nordestinos, com a participação dos alunos em diferentes eventos culturais. 
Apresentações de danças folclóricas regionais e de capoeira e brincadeiras de roda são algumas das atividades incluídas nos eventos promovidos pela escola, que também valoriza a culinária da região. Professores e alunos preparam e levam os alimentos.
Na Escola Manoel Bastos, um grupo folclórico, Os Cangaceiros do Sertão, integrado por alunos, professores e membros da comunidade, participa de apresentações na própria escola e em instituições de ensino até de municípios vizinhos. A cada ano, o grupo adota trajes diferentes, sempre com base em elementos regionais. Em 2011, a indumentária homenageia Lampião e Maria Bonita.

Ministério da Agricultura não reconhece RN como área livre de febre aftosa sem vacinação


O Ministério da Agricultura pretende que, até 2013, 16 estados brasileiros sejam reconhecidos internacionalmente como áreas livres de febre aftosa, sem vacinação. No momento, apenas Santa Catarina detém esse reconhecimento da Organização de Saúde Animal (OIE). O Rio Grande do Sul está entre os estados livres da aftosa, mas com vacinação.

De acordo com o diretor do Departamento de Saúde Animal do ministério, Guilherme Henrique Marques, os estados do Maranhão, Piauí e de Pernambuco já estão em condições de iniciar o processo epidemiológico, com a correção de determinadas ações, para ter o reconhecimento de áreas livres da febre, com vacinação. Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba e Alagoas ainda precisam corrigir as estruturas de controle de forma mais incisiva para obter o reconhecimento.

Fonte: Tribuna do Norte

Cia. Arte e Riso se apresenta hoje

Os palhaços da Cia. Arte e Riso Gravatinha, Ruivão e Rapadura farão apresentação hoje as 16:00hs durante a programação cultural na Assembleia Cidadã em Umarizal. Convidamos todos para uma tarde de muita diversão. 

Até lá.
Postado por Jardeu Amorim

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

A CHEGADA DE LAMPIÃO NO INFERNO

Um cabra de Lampião
por nome Pilão Deitado
que morreu numa trincheira
um certo tempo passado
agora pelo sertão
anda correndo visão
fazendo malassombrado.

E foi quem trouxe a notícia
que viu Lampião chegar
o inferno nesse dia
faltou pouco pra virar
incendiou-se o mercado
morreu tanto cão queimado
que faz pena até contar

(...)

Vamos tratar na chegada
quando Lampião bateu
um moleque ainda moço
no portão apareceu:
Quem é você, cavalheiro?
Moleque, eu sou cangaceiro:
Lampião lhe respondeu.

- Moleque não, sou vigia
não sou seu pareceiro
e você aqui não entra
sem dizer quem é o primeiro:
- Moleque, abra o portão
saiba que sou Lampião
assombro do mundo inteiro.

(...)
Vigia disse assim:
fique fora que eu entro
vou conversar com o chefe
no gabinete do centro
por certo ele não lhe quer
mas conforme o que disser
eu levo o senhor pra dentro.

Lampião disse: vá logo
quem conversa perde hora
vá depressa e volte já
eu quero pouca demora
se não me derem ingresso
eu viro tudo asavesso
toco fogo e vou embora.

O vigia foi e disse
e satanás no salão:
saiba a vossa senhoria
que aí chegou Lampião
dizendo que quer entrar
e eu vim lhe perguntar
se dou-lhe ingresso ou não.

- Não senhor, satanás disse
vá dizer que vá embora
só me chega gente ruim
eu ando muito caipora!
eu já estou com vontade
de botar mais da metade
dos que tem aqui pra fora.

- Lampião é um bandido
ladrão da honestidade
só vem desmoralizar
a nossa propriedade
e eu não vou procurar
sarna pra me coçar
sem haver necessidade.

(...)
Leve cem dúzias de negros
entre homem e mulher
vá lá na loja de ferragem
tire as armas que quiser
é bom avisar também
pra vir os negros que tem
mais compadre de Lucifer

E reuniu-se a negrada
primeiro chegou Fuchico
com o bacamarte velho
gritando por Cão de Bico
que trouxesse o Pau de Prensa
e fosse chamar Tangença
em casa de Maçarico.

(...)

E saiu a tropa armada
em direção do terreiro
com faca, pistola e facão
cravinote e granadeiro
uma negra também vinha
com a trempe da cozinha
e o pau de bater tempero.

Quando Lampião deu fé
da tropa negra encostada
disse: só na Abissínia
oh! tropa preta danada!
o chefe do batalhão
gritou de arma na mão;
- Toca-lhe fogo, negrada!

Nessa voz ouviu-se tiros
que só pipoca no caco
Lampião pulava tanto
que parecia um macaco
tinha um negro neste meio
que durante o tiroteio
brigou tomando tabaco.

Acabou-se o tiroteio
por falta de munição
mas o cacête batia
negro rolava no chão
pau e pedra que achavam
era o que as mãos pegavam
sacudiam em Lampião.

(...)

Lucifer mais satanás
vieram olhar do terraço
todos contra Lampião
de cacête, faca e braço
o comandante no grito
dizia: briga bonito
negrada, chega-lhe o aço!

Lampião pôde apanhar
uma caveira de boi
sacudiu na testa dum
ele só fez dizer: oi!...
Ainda correu dez braças
e caiu enchedo as calças
mas eu não sei dizer o que foi.

(...)

Lampião pegou um seixo
rebolou-o num cão
mos o que; arrebentou
a vidraça do oitão
saiu fogo azulado
incendiou o mercado
e o armazém de algodão.

Satanás com esse incêndio
tocou no búzio chamando
correram todos os negros
que se achavam brigando
Lampião pegou a olhar
não vendo com quem brigar
também foi se retirando.

Houve grande prejuízo
no inferno nesse dia
queimou-se todo dinheiro
que satanás possuia
queimou-se o livro de pontos
perdeu-se vinte mil contos
somente em mercadoria.

Reclamava Lucifer:
horror mais não precisa
os anos ruins de safra
agora mais esta pisa
se não houver bom inverno
tão cedo aqui no inferno
ninguém compra uma camisa.

Leitores, vou terminar
tratando de Lampião
muito embora que não possa
vou dar a explicação
no inferno não ficou
no céu também não entrou
por certo está no sertão.


POR JOSÉ PACHECO

terça-feira, 25 de outubro de 2011

ROUPA DE JOGAR BUFETE
 COMPADRE ESSA SEMANA EU RI
DE UMA GRANDE PRESEPADA
FOI COM UM TIO MEU
E SUAS COISAS ENGRAÇADA
ELE É AQUI DO NORDESTE
FAMOSO CABRA DA PESTE
NÃO ARREDA DAQUI POR NADA

UM FILHO DE UMA AMIGA SUA
QUE ADORA LUTAR KARATE
LHE PEDIU UM QUIMONO
ROUPA QUE SONHA TER
E ELE DISSE AO LUTADOR
ESSA ROUPA EU TE DOU
VOCÊ FAZ POR MERECER


ACHEI INTERESSANTE
O MODO DELE FALAR
O NOME DA TAL VESTIMENTA
QUE É DO MENINO LUTAR
"ROUPA DE JOGAR BUFETE"
ESSE É O NOME DA VESTE
QUE ELE QUER COMPRAR

E ASSIM MEU CAMARADA
É A NOSSA TRADIÇÃO
TEMOS NOSSO DIALECTO
SÃO PALAVRAS DO SERTÃO
DE PAI PRA FILHO PASSADO
E É PATRIMÓNIO TOMBADO
AQUI DE NOSSA REGIÃO

NA LINGUAGEM DAQUI
QUEM NUNCA OUVIU FALAREM CÁGADO E CUSPIDOARENGAR, BILOTO E ABUFELARCASCUDO,CACHETE E ABESTADOCAIXA-PREGO,APRAGATA E AFOLOZADOISSO USADO NO DIALECTO POPULAR
É POR ISSO QUE EU GOSTO
E VIVO NESSE SAGRADO CHÃO
PELA SIMPLICIDADE DO POVO
QUE HABITA O MEU SERTÃO
GENTE COMO A GENTE
QUE AQUI VIVE CONTENTE
E O NORDESTE É SUA PAIXÃO
                                                                TEXTO: JATÃO VAQUEIRO   

Piadas de caipira

Na cidade de Munguengue, tinha um candidato a vereador que certa vez foi pra um comício contar a sua historia de vida, e fazer promessas ao povo Munguenguense.
Diz o politico: Povo de Munguengue, povo que amo e venero, vocês não conhecem a minha história, mais vão conhecer nessa noite, eu morava no sitio munbuca aos 18 anos, trabalhava no sol quente o dia todo sofria que só um miserável, eu não tinha um colchão em minha cama, quando era de noite EU DORMIA NUMA CAMA DE PAU DURO!
E continua o político: povo do meu lugar eu irei fazer estrada nova e vou TAPAR O BURACO DAS VELHAS!
-Nessa hora quando BOTO A BOCA NESSE APARELHO É PRA DIZER QUE ESTOU SÓ COM UM OVO, ainda nem almonçei. E digo ainda quem de vocês TIVEREM OS PUNHOS DA REDE PODE IR LA EM CASA QUE EU DOU O FUNDO.
E se ainda não bastasse o candidato termina dizendo:
-E para terminar o meu palavreado eu digo: QUEM TIVER CONSTRUINDO SUA CASINHA LEVANTE OS QUARTOS QUE EU CHEGO COM A MADEIRA e muito obrigado meu povo.

Outros nomes atribuidos ao Diabo no nordeste


Outros nomes atribuídos ao Tinhoso

Aquele que Desvia
Azarape
Cabrunco
Cão
Canhoto
Capa-Verde
Capeta
Capiroto
Chifrudo
Coisa-Ruim
Cramulhão
Crinado
Danado
Demo
Dos Quintos
Encardido
Espírito-de-Porco
Excomungado
Ferra-Brás
Indesejado
Lá de baixo
Mau
Mefisto
Pastor Negro
Pé-de-Bode
Pé-Preto
Pedro Botelho
Peneireiro
Príncipe, Rei ou Senhor das Trevas
Príncipe, Rei ou Senhor dos Infernos
Rabo-de-Seta
Ranheta
Renegado
Sarnento
Satanás
Sete-peles
Temba
Tinhoso
Tranca-Rua
Zarapelho
Asmodeu
Azazel
Belzebu
Cadreel
Lúcifer
Mastema
Mefistófeles
Satã
Sier
Fonte: Cultura Nordestina

A Pedra Casamenteira


Durante todo o ano, um grande número de devotos, curiosos e principalmente solteiros, vão até a Serra do Bodopitá, no município de Fagundes (100km de João Pessoa). Lá se encontra a Pedra de Santo Antônio, uma relíquia natural que segundo as tradições, quem passar por debaixo dela, irá conseguir se casar ou no mínimo, arranjar uma união estável.

O ritual é um pouco complicado. Você tem que passar por debaixo do lajedo através de uma estreita fenda, arrastando o corpo no granito áspero. Quem já fez o sacrifício garante que vale a pena. O local ganhou fama de milagroso há mais de cem anos. Tudo começou após escravos encontrarem a estátua de Santo Antônio (santo casamenteiro) no alto da rocha e ao levarem para a igreja, a imagem teria sumido e reaparecido misteriosamente no alto da rocha. Isso aconteceu 3 vezes seguidas e logo foi construída uma capela nas proximidades da pedra. Dai, para começarem as romarias não demorou muito.

Se você não pretende deixar de ser solteiro, pode aproveitar para fazer aventuras, pois, o cenário serrano é repleto de trilhas ecológicas, com matas preservadas e fontes de água doce. A pedra de Santo Antônio tem 900 metros de altura e de lá, se tem uma excelente vista panorâmica. Solteiro ou casado vale a pena ir conhecer o lugar.

Fonte: Cultura Nordestina
Prato típico do Nordeste ganha versão especial para Festival Gastronômico “Danado de Bom” em Cubatão SP




“Mocotó Danadinho à moda Tia Jô” é um dos destaques da competição, em Cubatão

Indispensável na mesa dos amantes da culinária nordestina, o tradicional Caldo de Mocotó – habitualmente servido em forma de creme, com cheiro verde, farinha e pimenta – está de cara e sabor novos. Criado especialmente para a primeira edição do Festival Gastronômico “Danado de Bom”, o Mocotó Danadinho à moda Tia Jô promete brigar pelo título da competição e se transformar no prato típico de Cubatão.

A receita foi desenvolvida por Geraldo Adelino Gouveia de Freitas e Joselita Pereira da Silva, proprietários da Cantina Tia Jô (Rua Goiás, 253 – Vila Paulista), em Cubatão, desde 1999. Ele é português, da Ilha da Madeira e Jô, que dá nome ao restaurante, é pernambucana de Jaboatão dos Guararapes.

Geraldo explica que o Mocotó “Danadinho” é muito diferente do convencional e até mesmo do oferecido atualmente em seu estabelecimento – em forma de sopa, com ervilha, mandioquinha e cenoura, acompanhado de queijo ralado e torradas. “O ‘Danadinho’ traz farofa com feijão de corda, abóbora do norte e opção de farinha de mandioca torrada. O preparo leva azeite de dendê e tempero baiano com várias especiarias”, revela.

 Caldo de mocotó

PENSEM NISSO...

Havia uma garota cega que se odiava pelo fato de ser cega!!!
Ela também odiava a todos exceto seu namorado!!!
Um dia ela disse que se pudesse ver o mundo, ela se casaria com seu namorado.

Em um dia de sorte, alguém doou um par de olhos a ela!!! 
Então o seu namorado perguntou a ela: 
-Agora que vc pode ver, vc se casa comigo???
A garota estava chocada quando ela viu que seu namorado era cego também!!! E disse: 

-Eu sinto muito, mas não posso me casar com você porque você é cego!!! 
O namorado afastando-se dela em lágrimas disse:
-Ta bom, mais por favor, apenas cuide bem dos meus olhos, eles eram muito importantes pra mim...

Nunca despreze quem ama você.. As vezes as pessoas fazem certos sacrifícios e nós nem ligamos...  e reflitam que nesse mundo só falta AMOR...

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

PIADAS DE CAIPIRAS

Um fazendeiro dono de uma fazenda em munguengue, ao ver seu gado morrer de uma doença misteriosa, resolveu chamar um Pai de Santo para fazer um "trabalho" para tentar salvar seu rebanho.
O Pai de Santo, muito safado, disse que para resolver o problema precisaria ficar a sós com a mulher do fazendeiro (que era muito bonita).
Eles entraram no quarto e o Pai de Santo pediu para a mulher tirar a roupa. O fazendeiro, que ficou olhando pelo buraco da fechadura quase ficou louco, mas, como era muito ganancioso, ficou calado.
O Pai de Santo disse:
— Mão na canela para salvar as "vaca amarela". E colocou a mão na canela da mulher.
— Mão na coxa para salvar as "vaca mocha". E colocou a mão na coxa da mulher.
— Mão na virilha pra salvar as "novilha".
O fazendeiro vendo aquilo gritou:
— As "vaca preta" e os "boi zebu" você pode deixar morrer tudo.

VIDA DE SERTANEJO


 












Registro aqui algumas sextilhas da famosa dupla de repentistas João Paraibano e Raimundo Caetano quando numa cantoria na praça pública da cidade de João Dias - RN, em 13 de janeiro de 2005, na efervescência dos seus improvisos, cantavam repentes descrevendo a Vida do Sertanejo.

João Paraibano

Todo sertanejo gosta
De ver quando a tarde encerra
O rosto da lua cheia
Nascendo por trás da serra
Como uma bola de prata
Caindo do céu na terra.

Raimundo Caetano

Indo o sol da cor de guerra
Chegando a noite que gela
Viajando o sol vermelho
Voltando a lua amarela
E os boêmios inspirados
Olhando a beleza dela.

João Paraibano

Todo sertanejo apela
Pra ver rio de enchente
Ou tirar leite de vaca
Pra comer com cuscuz quente
Escutar som de viola
Batendo palmas pra gente.

Raimundo Caetano

O casebre é ambiente
O campônio é morador
Almoça um prato de fava
Um pirão de corredor
Primeiro se fortifica
Só depois fala em amor.

João Paraibano

Todo homem agricultor
Ama tanger boi de carro
Debulhar feijão maduro
Comer num prato de barro
Tomar um café pequeno
Tocar fogo num cigarro.

Raimundo Caetano

Trabalhar cortando barro
Seja aqui ou mais além
E quando a enxada vai
o mato cortado vem
Eu tenho preguiça disso
Mas o povo aqui não tem.

João Paraibano

Todo camponês também
Gosta de armar mondé
Guardar cabaça na moita
Beber água num coité
Contar sementes nos dedos
Quebrando os torrões no pé.

Raimundo Caetano

Sertanejo também é
Filho de Nosso Senhor
Também gosta de cinema
De assistir televisor
Mas às vezes é forçado
Ficar no interior.

João Paraibano

Todo homem lavrador
Gosta de alagadiço
Passar cidreira em caixão
Para amansar um cortiço
E ver água descer no rio
Dando empurrão num caniço.

Raimundo Caetano

Só que não gosta só disso
Nem só nisso se distrai
Também gosta de ver dama
Com saia que quase cai
Não tem chance de ir à praia
Do jeito que a gente vai.

João Paraibano

Todo camponês atrai
Uma dança de pagode
Ou passar uma tesoura
Nos cabelos do bigode
Fazer cabresto pra jegue
E canga em pescoço de bode.

Locutor Jatão de Umarizal tem tarde especial com forrozeiros em Olho Dágua dos Borges.

















O locutor Jatão esteve na tarde do último Sábado (22) em Olho Dágua do Borges participando de um grande almoço oferecido por seu José, Pai do trio de forrozeiros mirins, os "Muleques do Forró". Os meninos foram a atração do último "Forró com Jatão", quadro do programa "Forró e Vaquejada" que vai ao ar pela Fm Fraternidade uma vez por mês e seu José, para agradecer proporcionou o almoço que foi acompanhado de muito forró e visita de amigos.

Ao lado dos meninos e amigos olhodaguenses como o secretário de cultural de Olho Dágua Paulinho, o sanfoneiro Augusto do Forró da Galera, de Valdécio ex-sanfoneiro do Forró na Tora, do forrozeiro João Geraldo e alguns blogueiros, Jatão também foi recepcionado na casa do cantor e compositor Dorgival Dantas, a convite do mesmo.


Artista de sucesso nacional, Dorgival, que é ídodo dos Moleques do Forró, abriu as portas da sua casa e em reunião com os amigos se comprometeu em arrumar a sanfona que o trio vem utilizando em suas apresentações.  Fãs de Dorgival, Jefferson, Raiogenes e o pequeno Jales, o mais novo do trio agradeceram o presente.

Veja as Fotos clique em mais informações:

Café com Jatão na Rua Antônio Marcelino é a Fm Fraternidade nas comunidades

 
Amigos, vizinhança e comunidade se confraternizando, reunidos logo cedo às 5 da manhã ouvindo forró e servidos de um grande Café da Manhã. Esse é o "Café com Jatão", quadro do programa "Forró e Vaquejada" da Fm Fraternidade que neste sábado visitou a Rua Antônio Marcelino, ao lado da Assembléia de Deus. Acompanhe as fotos e veja quem participou do café neste sábado (22).
Veja as fotos em mais informações abaixo:

NO MEU SERTÃO ATÉ OS PASSAROS SÃO CABRAS MACHO

Até no Reino Animal os machos perdem a calma diante da eloquência feminina...

Essa foto não tem preço!
 
CALE ESSE BICO MADRINHA
Fonte: www.portaldascuriosidades.com
Foto de:  Urs Schmidli