terça-feira, 4 de agosto de 2015

Veja algumas frases de Lampião, o rei do cangaço

VIRGULINO FERREIRA
"Que negro bom para uma enxada. " Obs.: Aqui, Lampião confessa todo seu preconceito racial. Ele examinava as mãos de um juiz de Direito no interior da Bahia, por duvidar que ele era mesmo uma autoridade pelo fato de ser negro.

"Dinheiro eu tenho que só bosta de cabra em chiqueiro velho. " Obs.: Frase dita a um morador de uma pequena cidade de Sergipe que estranhou a quantidade de dinheiro que Lampião carregava.

"Diga a ele que eu não tenho medo de boi velhaco, quanto mais de bezerra. " Obs.: Recado enviado ao tenente João Bezerra, o homem que o matou em Angico.

"É Lampião que vai entrando, amando, gozando, querendo bem. Bom cumo arroz doce tando carmo. Zangado é salamanta." Obs.: Frase pronunciada em Capela (SE).

"Lá vêm os macaquinhos. Vamos pegar para criar que eles são bonitinhos." Obs.: Provocação referindo-se aos soldados, que os cangaceiros chamavam de macacos.

"Num sei pruquê eu nunca vi home corado na minha frente." Obs.: Dito em Queimadas, na Bahia, enquanto sangrava (enfiava o enorme punhal na fossa clavicular) sete soldados da polícia.

"Quando cubro um macaco na mira do meu rifle, ele morre porque Deus quer; se Deus não quisesse, eu errava o alvo. "
Obs.: Expressão jocosa, em frente a um bar na Bahia.

http://blogdosenadinho.blogspot.com.br/

6 comentários:

  1. Sera que Lampião foi mesmo tão mau assim, sera que essas e outras historias são veridicas, ou foram contadas ou escritas por pessoas ligadas aos coroneis e fazendeiros desta época que so vizava seu lucro, mandando matar quem estive se em seu caminho, sera que se um maldito coroneu não tivesse matado os pais de Lampião, ele seria cangaçeiro??? como poucas pessoas sabem que as volantes(policia) da epoca eram sustentadas pelos grandes fazendeiros ou seja faziam oque eles queriam,DEIXO A PERGUNTA NO AR, SERA QUE SE NOSSOS PAIS FOSSEM MORTOS PELO SIMPLES PEDAÇO DE TERRA NÃO REAGIRIAMOS DE FORMA PARECIDA, SE VIVERSIMOS NA ÉPOCA DE LAMPIÃO, VAMOS PENSAR...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Era um bandido e sem escrúpulos,más infelizmente o povo brasileiro carrega consigo um pensamento marxista, esse pelo qual quer transformar um facínora desses em um herói, ou pior em um santo.

      Excluir
  2. Sou neto de integrante da Volante... que inclusive estudou com Lampião na sua infância. Ainda hoje temos uma pequena propriedade no local onde eles nasceram e cresceram. Posso passar o que as pessoas que cresceram e conviveram com ela me falaram: Era um facínora... seu irmão teve a mesma educação e foi pessoa de bem; meus avós e tios avós viveram a mesma realidade na região e não furtaram, não estorquiram, não sequestraram nem tampouco mataram gente inocente. Na vila dos meus antepassados mulheres e crianças aprendiam a atirar para se protegerem de lampião... pois nem a força pública nem o exército conseguiu contê-lo. A volante foi a forma que na época a solução encontrada... combater lampião com seus próprios conterrâneos... Somente a resistência e a inteligência do Sertanejo para poder dar combate contra um bandido nordestino.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parece que a eleição de Lampião, como outros bandidos contemporâneos vem da mídia, mais do que do povo e isso pela má interpretação do humor nordestino ao lidar com seus espinhos. Verdade é que não temos heróis e, se temos, foram esquecidos.

      Excluir
  3. Os coronéis matavam quem estivesse em seu caminho,porque o lampião não podia matar.

    ResponderExcluir
  4. Os coronéis matavam quem estivesse em seu caminho,porque o lampião não podia matar.

    ResponderExcluir