quinta-feira, 28 de abril de 2016

MST dorme na sede do Incra em Natal-RN

CONTRADIÇÃO! MST luta pela reforma agrária que não sai e defende o governo que não a pratica
Grupo dos Sem Terras continuam ocupando a sede do Incra em Natal. Segundo eles, são dois os motivos: O andamento da reforma agrária, que há anos não anda e contra o impeachment da Presidente Dilma.

Tão dizendo que vão sair quando o Superintendente do órgão recebê-los. O MST invadiu várias sedes do INCRA no Brasil.
http://www.portalvaleuoboi.com.br/

ALERTA!

VACINAÇÃO NACIONAL CONTRA A GRIPE COMEÇA NO SÁBADO
A campanha nacional de vacinação contra influenza começa neste sábado (30), com objetivo de imunizar 49,8 milhões de pessoas até dia 20 de maio, informou o Ministério da Saúde nesta quarta-feira (24). A previsão é de que a campanha – que foi antecipada em alguns estados e no DF – não seja prorrogada.

A ação é destinada a alguns grupos prioritários: crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, mulheres que deram à luz há menos de 45 dias, idosos, profissionais da saúde, povos indígenas e pessoas portadoras de doenças crônicas e outras doenças que comprometam a imunidade. A vacina aplicada é a trivalente, que protege contra H1N1, H3N2 (ambos vírus da Influenza A) e uma cepa da Influenza B.

Em todo o país, serão 65 mil postos de vacinação, com envolvimento de 240 mil profissionais de Saúde. Até esta quarta, o ministério estimou ter enviado às unidades da federação 57% das 54 milhões de doses que serão distribuídas pelo país até dia 6 de maio.

Desde o início do ano, foram registrados 1.635 casos de influenza e 230 mortes por complicações causadas pela doença até 16 de abril. Do total de casos registrados, 83% (1.365) são pela influenza A.
A atriz Arlete Salles, que estrelou a campanha publicitária anunciando o período de vacinação, também participou do anúncio do ministério.

Do G1 - Bem Estar

segunda-feira, 25 de abril de 2016

CORDEL DE JATÃO!

CULINÁRIA E FORRÓ DO MEU SERTÃO



Compadre preste atenção
No que agora vou falar
É de uma coisa boa
Sei que vai gostar
Culinária do meu sertão
E arrasta-pé no salão
Desses dois vou versejar

Peço a meu Padim Ciço
Que ilumine o pensamento
Deste poeta nordestino
Pra falar nesse momento
De xote, xaxado e baião
Buchada, rapadura e pirão
Que de sertanejo é intento

No terreiro danço forró
No fogão faço o pirão
Terreiro de barro batido
De lenha é meu fogão
Por isso sou nordestino
Vivo aqui desde menino
E amo essa tradição

Como buchada de bode
Rapadura com farinha
Tripa de porco assada
Farofa de rolinha
Pirão de corredor
De caldo sou bebedor
Quando é feito de galinha

Logo de madrugada
Tomo meu café
Quente e bem forte
Amargo que nem rapé
Como cuscuz de milho
Broa, panqueca e sequilho
Não sobra pra quem quer

Feijão com tocim dentro
Bucho, tripa e chambão
Como no almoço
Sentado ali mesmo no chão
Tomo água numa caneca
E tiro uma soneca
Logo depois da refeição

Falei de comer bom
Vou falar agora de forró
Bom e arrochado
Daqui até Mossoró
É mijador com mijador
Dançando no calor
Até levantar o pó

Xote , xaxado e baião
É dança nordestina
Onde o cabra arrocha
Na cintura da menina
Até o sol clarear
E o sanfoneiro parar
Quando apaga a lamparina

O forró pé de serra
Tocado por Gonzagão
Era uma verdadeira história
Falando do meu sertão
Pé de serra também é bom
Sanfoneiro puxa o tom
Desde o tempo de Lampião

Forró só era bom
No alpendre da fazenda
A luz era um candeeiro
Só tinha cachaça a venda
Caboclo bem arrumado
Mesmo todo encabulado
Chamava pra dançar a prenda

Esse é meu Nordeste
Terra do meu coração
De comida simples e boa
E de grandes forrozão
Por isso vivo aqui
E não penso em sair
Só se for num caixão
Mais ainda vou gritar
“Epa pode esperar
Ninguém vai me levar
Sem eu dar permissão
Eu me chamo Jatão
Gosto do meu torrão
E aqui quero ficar” 

Jatão Vaqueiro

VAQUEJADAS E CAVALGADAS NO RN

VAQUEJADAS






CAVALGADAS

TRISTE SITUAÇÃO!

Praga devasta pés de juazeiro no Sertão do Nordeste
Uma praga está devastando todos os pés de juazeiro do Sertão da Paraíba. As folhas estão ficando secas e doentes, depois caem. O fenômeno, que até agora não foi explicado, está destruindo a planta em todas as regiões do Sertão.

A planta, que sempre foi o símbolo da resistência às secas no Sertão Nordestino e contrastou com isso, permanecendo sempre verde, hoje contrasta de forma inversa com o verde proporcionado pelo período chuvoso.

As causas da devastação ainda serão estudadas, no entanto, estudiosos acreditam que se trata de uma praga, que se adaptou às folhas do juazeiro e estão destruindo a planta.

Planta conhecida no Nordeste por sua resistência durante as longas estiagens, nesse período o juazeiro continua com a folhagem verde e oferta sombra para os agricultores e animais na propriedade.

O juazeiro é uma planta apícola, porque produz uma grande quantidade de flores e tem um papel fundamental para a produção de mel, sendo sua coleta uma das atividades dos pequenos agricultores que exploram essa atividade.

NOTÍCIAS

PT não entregará obra da Transposição do São Francisco
Se aprovado o impeachment da presidente Dilma Rousseff, o Partido dos Trabalhadores (PT) entrará para a História do Brasil como maior case de estelionato eleitoral. Vendida como competente gerente, Dilma não conseguiu fazer deslanchar as principais obras do governo, seja como ministra ou como presidente da República. São incontáveis obras que tiveram aumento de preço no decorrer de sua execução.

Somando o trem-bala, a ferrovia Norte-Sul e a Transposição do São Francisco, estão previstos gastos na ordem de R$ 49,3 bilhões. Inacabada, a transposição passou de R$ 4,58 bilhões para R$ 8,2 bilhões. A previsão de conclusão da obra: 2017.
Deu no Cláudio Humberto:

CURIOSIDADES! OU MELHOR, SAFADEZAS!

Homem defende honra de jumenta, agride tarado e vai preso
Mossoró sempre firme na defesa dos seus bens mais preciosos!
A história abaixo, apesar de bizarra, é a absoluta expressão da realidade.

Na última sexta-feira (22) na Praça dos Hospitais, um morador de rua flagrou outra pessoa do mesmo espaço público ‘comendo’ sua jumenta. Na legítima defesa da honra da vítima abusada sexualmente, partiu para cima dele com fúria. Agrediu-o com uso até de uma corrente de motocicleta.

Destino dos envolvidos no episódio:
O tarado foi hospitalizado, depois de socorrido por equipe do Samu. Passa bem.

Nosso ‘herói’, preso. Sente-se injustiçado!

A jumentinha… não sei!

Fonte: Carlos Santos

NOTÍCIAS

Previsão é de chuvas em volumes variáveis entre Sertão e litoral do RN
A previsão dos meteorologistas do Nordeste é de que a queda de chuvas até o fim do chamado período invernoso, em meados de maio, tenha uma variação nos nove estados da região, sendo abaixo do normal no semiárido e de normal a acima da normalidade na área litorânea.

O meteorologista da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), Gilmar Bristot, disse que para o Sertão do Rio Grande do Norte, a condição de chuvas não mudou muita coisa, mas as precipitações que caírem não vão resolver os problemas da agricultura, “mas pode contribuir para o armazenamento de águas nos reservatórios de médio e grande porte”, vez que os pequenos açudes estão praticamente cheios por causa das últimas chuvas.
Com informações do Jornal Tribuna do Norte e 
fotografia de Edilson Silva – Jucurutu/RN.

quarta-feira, 20 de abril de 2016

UM CORDEL DESTE POETA

FALANDO DE JATÃO
Hoje vou falar um pouco
Da vida de um cidadão
Que você só conhece
Pela voz da locução
Ele vive no Nordeste
Esse cabra da peste
Que ama seu torrão 

Não sei como vou fazer
Pra falar algo de mim
Vou puxar pela caixola
Lembrar Tim-Tim por Tim-Tim
Pois só falo a verdade
Não gosto de falsidade
Pode acreditar padim!! 

Ao Divino Espirito Santo
Eu invoco com devoção
Para que eu possa falar
O que vier ao coração
Com meu padim ciço
Fecho agora compromisso
Pedindo a ele inspiração 

Sou neto de agricultor
E de comprador de algodão
Que viveram nessas terras
Desde o tempo de Gavião
Eu fui nascido e criado
Nesse sertão esturricado
Por isso adoro esse chão

João Florêncio era meu avô
Casimiro Xavier também
Muito conhecidos nesse lugar
Por quem vai e quem vem
Um era agricultor
Outro de couro comprador
Para ganhar o vintém 

Dona Lica Fernandes
Era minha avó materna
Dona Lucinda Figueira
Minha avó paterna
Todos já nos deixaram
Saudades aqui ficaram
Restando lembranças eterna 

Meu pai é João Bosco
Que concertava televisão
Rádio de pilha e radiola
Essa era sua profissão
Com Francinete casado
Tendo três filhos gerado 
Desta singela união

Sou casado com Josineide
Filha de seu Sebastião
Sebastião de Aristóteles
Marchante da antiga Gavião
Com dona Maria casado 
Vendia carne no mercado 
Aos feirantes da região 

Tenho dois filhos lindos
Por nós bem criados
João Victor e Helena Lúcia
Os dois muito amados
Amar, obedecer e respeitar
Ter fé, humildade e orar 
Sempre foram ensinados

Sou católico praticante
Do terço dos homens e ECC
Rezo a Nossa Senhora
Que por mim venha interceder
Ao Sagrado Coração de Jesus 
Pedindo força e lúz 
Para que possa me fortalecer

Da cultura sou amante
Gosto do meu Nordeste
Das nossas tradições
Sou um cabra da peste
Forró, cantoria e vaquejada
Corrida de agorinha e cavalgada 
Gosto e ninguém conteste

É mais ou menos isso
Que lhes tenho a falar
Deste poeta nordestino
Que gosta de versejar
O meu nome é Jatão
Nascido nesse sertão
Aqui gosto de morar
Faço daqui morada
Na seca ou na invernada
Daqui ninguém vai me tirar

Se um dia eu me for
Saudades levarei
Do povo de Umarizal
Que tanto acordei
Na madrugada fria
Antes de amanhecer o dia
Dizendo "Bom dia cheguei"
Mais não chegou a hora
Não posso ir agora
"Morte pise ai no frei"

Estou muito ocupado
Tenho muito o que fazer
Não tenho tempo agora
De esticar as pernas e morrer
Tem muita cavalgada
Cantoria e vaquejada
Que ainda quero ver
Se você teimar e vier
Dou 4 pulo e um ponta pé
Correndo pra me esconder
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

MAIS NÉ NÃO PADIM VÉI??
Texto: Jatão Vaqueiro





























Cultura de Comunidade

Pró-Reitores do Nordeste visitam Praia do Rosado na Costa Branca
Pró-Reitores de Extensão das Instituições Públicas de Ensino Superior da região nordeste realizam nesta quarta-feira, 20/04, uma visita técnica à Praia do Rosado, no município de Porto do Mangue. Os profissionais da educação participarão de um evento em Mossoró e irão até a praia do Rosado para conhecer o Projeto Biomuseologia desenvolvido pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (IDEMA).

O projeto resgata a história e cultura da comunidade local e promove ações de educação ambiental com os moradores que tornam-se parceiros do Idema na preservação da Praia. Dentro do projeto, o grupo de trabalho fez um levantamento de informações da biodiversidade local (fauna e flora), e a Geodiversidade (dunas, falésias, praias, lagoas) e apresentou o rico material para a comunidade.
http://www.robsonpiresxerife.com/