domingo, 23 de março de 2014

MULHERES VAQUEIRAS

Mulheres Vaqueiras “derrubam” preconceito e conquistam espaço no RN

Uma tradição muito popular no Nordeste, e tipicamente voltada para o público masculino, está invadindo o mundo dos “batons”: a vaquejada. Considerado o estado que deu o primeiro passo para a prática legal da vaquejada, o Rio Grande do Norte destaca-se agora como o primeiro estado a incentivar a atividade feminina, através da criação da Avarn – Associação das Vaqueiras do RN.
Pode ser estranho visualizar mulheres cumprindo papéis de vaqueiros, nos quais, sob um bom cavalo de raça, têm de perseguir o boi até emparelhá-lo e conduzi-lo ao local a ser derrubado. Para isso, necessariamente, é preciso utilizar a força. Porém, quem já circunda por esse mundo garante que o domínio da técnica pode ser a principal ferramenta até a derrubada do boi. “O segredo para se derrubar um boi em vaquejada é possuir técnica e um bom cavalo. Isso qualquer mulher pode ter e dominar até melhor que os homens”, destaca Raphaella Brukxild, presidente da Avarn. Segundo ela, o fato de ser mulher – e com apenas 22 anos – não torna a prática do esporte uma atividade impossível.

JH
http://tenentelaurentinoagora.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário