terça-feira, 30 de abril de 2013

NOTÍCIAS

Os município do RN onde já choveu mais de 400 mm


Os municípios do Rio Grande do Norte que já choveu mais de 400 milímetros este ano, mas como o índice pluviométrico da região é alto, todos ainda estão na condição de ano muito seco.
São eles:
Major Sales 582,6
Martins 573,4
Campo Grande 519,9
Frutuoso Gomes 475
São Francisco do Oeste 464,5
Viçosa 454,6
Luís Gomes 447
Portalegre 441,4
Itaú 441
Riacho da Cruz 416,9
Serrinha dos Pintos 407,5

Para atingir o grau de ‘inverno regular” é preciso ultrapassar a marca dos 760 milímetros.
http://saovicentern.blogspot.com.br/

NOTÍCIAS

Justiça decide: Gado do RN não pode seguir para Tocantins

 
O Superior Tribunal de Justiça - STJ acolheu o pedido do estado do Tocantins para desobrigá-lo de receber 800 cabeças de gado oriundas do Rio Grande do Norte, até que se cumpra o disposto em ato normativo do Ministério da Agricultura sobre sanidade animal. O estado teme contaminação por febre aftosa. 
Um agropecuarista do RN havia ganho autorização do TRF5 sob argumento de que o gado corria risco de morrer de fome, por causa da seca que afeta a região.
O presidente do STJ, ministro Felix Fischer, decidiu suspender a decisão do TRF5 não apenas por estar em dissonância com o disposto na norma técnica do Ministério da Agricultura, mas principalmente porque, a decisão ofende o princípio da prevenção, que deve ser sobrelevado em questões dessa natureza. 
http://saovicentern.blogspot.com.br/

PRÓXIMO DOMINGO, 05 DE MAIO - II CAVALGADA DO SERTÃO EM MESSIAS TARGINO

 CLIQUE PARA AMPLIAR

HOMENAGEM AO UMBUZEIRO

 















Peço a padim ciço
Santo do Juazeiro
Que me ajude agora
A falar do umbuzeiro
Planta do meu sertão
De umbú verde e grandão
Das quebradas do tabuleiro

No meu nordeste tem
Essa fruta a vontade
Gostosa mais azedinha
Aqui falo a verdade
"Umbú ser tão azedo"
Não sei qual o segredo
Mais chupo com vontade

Moro no sítio trapiar
Lá tem umbú grandão
Verde ou amarelo
Você chupa de montão
Eu não sei qual o porque
Que faz isso acontecer
"O umbú ser tão grandão"

Passo o dia chupando
Em baixo do umbuzeiro
Tonha ali mais eu
Só sai por derradeiro
"Umbú ser tão bom assim"
Nunca vi meu padim
No meio do tabuleiro

Logo a primeira vez
Foi uma decepção
Quando chupei o umbú
Era azedo que nem o cão
"Umbú ser tão azedinho"
Deve ser um segredinho
Da caatinga do sertão

Eu nunca vi assim
"Umbú ser tão procurado"
Eu pelo menos chupo
Quando no mato encontrado
Eu gosto até demais
E pra mim tanto faz
Sendo verde ou amarelado 

Falei hoje um pouco
Do umbuzeiro do nordeste
Planta que alimenta
O famoso cabra da peste
"Umbú ser tão bom assim"
É bom chupando até o fim
Espero que não me conteste

Um abraço negada
Obrigado pela atenção
"Umbú ser tão falado"
Pelo locutor Jatão
É para homenagear
Essa planta que aqui há
No interior do sertão

                        Texto: Jatão Vaqueiro

BELEZA DA NATUREZA

INVERNO NO SERTÃO (ROLINHA FAZ SEU NINHO)
Foto: Choveu no sertão e a rolinha já fez seu ninho! Eita coisa boa!

Maravilhoso começar o dia com esse registro incrível do fotógrafo Januário Lima, no sítio Floresta - Alto Santo,CE.

Maravilhoso começar o dia com esse registro incrível do fotógrafo Januário Lima, no sítio Floresta - Alto Santo,CE.

Piadas de Caipira

Foto: pra descontrair...

VAQUEIRO DO SERTÃO

Foto: Bom dia Galera!
Curtam Boiadeiro de Palavra 
Meu sertão das farinhadas
De caboclas bem faceiras
Do algodão nas capoeiras
Das festas de vaquejadas
Das corridas de agorinha
Da reza na igrejinha
Do café nas madrugadas
Terra de cabra da peste
Que honra as calças que veste
Na hora das derrubadas
 
                   Texto: Jatão Vaqueiro

FUSROÇA

MISTURA DE FUSCA COM CARROÇA
Curtam! @[140534019392836:274:Boiadeiro de Palavra]
No meu sertão tem de tudo
FUSROÇA é condução
Mistura de fusca e carroça
Deu certo essa fusão
Ficou bom para carroceiro
Que dirige o dia inteiro
E o burro é a direção
Na fusroça tem toca CD
Air bag para proteger
E até freio de mão
 
                      Texto: Jatão Vaqueiro

VAQUEJADA

Vaquejada Pé de Mourão.
Vaquejada pé de mourão
Existe no meu nordeste
Vaqueiro cabra da peste
Gosta dessa tradição
Levando cavalo arreado
Dentro do carro fechado
Para festa de apartação
Pior é se ficar
Em casa sem participar
Dessa festa do sertão
 
                             Texto: Jatão Vaqueiro      

VERDADE

MAIS NÉ NÃO PADIM...
Boa noite amadinhos...

Olhá esta @[100003660823014:2048:Deusmar Sebastião de Faria],@[100003762403729:2048:Marly Scottini Geiser],@[100003169212504:2048:Iara Aparecida Benedeti Cunha]

Eu tbm nunca vi kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
 
Já pesquei baleia em açude
Já vi galo no poleiro rugir
Vaca dando leite em pó
Vi abelha rainha parir
Só não vi nesse Brasil
Foi o salário do pobre subir
Mais é claro meu senhor
Só tem vez quem é doutor
Isso eu posso sentir
 
                     Texto: Jatão Vaqueiro 

segunda-feira, 29 de abril de 2013

DOCUMENTO NA PRAÇA

ATENÇÃO URGENTE !!!! NOVO DOCUMENTO NA PRAÇA !!!
ATENÇÃO URGENTE !!!!  NOVO DOCUMENTO NA PRAÇA !!!
Documento desmantelado
O governo agora criou
Não sei se o povo aprovou
O "CU" que foi criado
Agora vai facilitar
A vida de quem usar
O "CU" bem usado
Quando for fazer a feira
Mostre logo sua carteira
E o "CU" para o mercado
 
               Texto: Jatão Vaqueiro 

TRADIÇÃO

 Serra De Martins.
Seu Davi dia 17 de Julho de 1953, inaugurou essa "Bodega" na rua em frente à Escola Estadual Almino Afonso. Parabéns pelos 60 anos de comércio.
Seu Davi dia 17 de Julho de 1953, inaugurou essa "Bodega" na rua em frente à Escola Estadual Almino Afonso. Parabéns pelos 60 anos de comércio.
 
DO BLOG JATÃO VAQUEIRO:
Eu conheço essa bodega
Em Martins é tradição
A bodega de seu Davi
Vende querosene no galão
Açucar de mercado
Aguardente engarrafado
E uma quarta de sabão
Jumenta bem preta
Pimenta malagueta 
Farinha, arroz e feijão
 
                   Texto: Jatão Vaqueiro

PRECONCEITO CONTRA NORDESTINO MAIS UMA VEZ. ATÉ QUANDO?

Rachel Sheherazade quer detonar Neymar por causa de preconceito contra nordestinos.


"Vamos começar o dia detonando qualquer tipo de preconceito, inclusive como os deste rapaz que certamente esqueceu das suas origens.

Sou Paraibana com orgulho e somos ricos na cultura, belezas naturais e de pessoas lutadoras que vencem a cada dia!

Somos vivos e incluídos em uma cultura riquíssima, de grandes artistas que você com toda certeza desconhece!!", escreveu a jornalista em seu perfil no facebook.


A jornalista ainda publicou a foto abaixo 

VIVA A CHUVA



Um Umarizalense Completou:
De verde se cobriu o chão
Galo no poleiro cantou
O bode velho berrou
Rosnou no chiqueiro o leitão
O jegue deu coice no vento
O céu ficou logo cinzento
Chegou inverno no sertão
Se alegrou o agricultor
Pois a seca aqui acabou
É o fim da precisão

                 Texto: Jatão Vaqueiro
  

MEU SERTÃO NORDESTINO



Meu sertão nordestino
De cabra forte e valente
Moça bonita e decente
Jumento carregando menino
Casa de taipa e cercado
Xique-Xique esverdeado
De chicote de couro fino
De lua bem cinzenta
Terra seca e sedenta
Porque esse é nosso destino
                 Texto: Jatão Vaqueiro

Piadas de caipira

Seu Adelmo um leiteiro de Mungungue tentava há semanas cobrar a conta do leite de um casal, mas nada de receber. Vendo que não ia receber mais, e que a mulher era muito bonita, o leiteiro resolveu fazer uma proposta inusitada:
- Dona se a senhora topar fazer sexo comigo, eu esqueço a dívida.
---Pois não – respondeu a mulher com um sorriso malicioso – mas Zé meu marido não pode saber. Venha amanhã às oito horas da manhã que ‘pago’ a conta.
No horário combinado, o leiteiro chegou, viu que a porta estava aberta e – dominado pela vontade – foi tirando logo a roupa. Chegou pelado no quarto, com o bigulim na mão. Porém, não viu a mulher e sim o marido dela, que tinha se atrasado para o serviço e ainda estava na cama.
- Tá louco! O que você está fazendo Adelmo?! – gritou indignado o marido.
E o leiteiro, percebendo que tinha entrado numa roubada, respondeu rápido:
- Seu Zé!! ou você me paga o que deve agora, ou eu vou te mijar todinho!

15 ANOS SENDO CORNO

 
Toinho diz que é assim 
Já foi até vaiado
Antes ser corno
Do que ser um viado 

Tem 15 anos de profissão
É corno por aclamação
Pela mulher foi chifrado

Lembranças amargas lhe trazem 
Uma tarde de Carnaval
Pois num dia assim como esse
Ela deu pro Genival

Ali ele começava
O chifre já pesava
Fazia em Toinho muito mal

Depois veio a Semana Santa
A mulher foi a procissão
Papou a hóstia do padre
E também deu pro sacristão

Ela dava a todo mundo
De juiz a vagabundo
Não podia ver um tostão

No dia de São João
Enquanto ele pulava a fogueira
A maldita sem-vergonha
 
Deu logo para rua inteira
Eletricista, mecânico e padeiro
Delegado, pintor e carroceiro
Na festa junina queimou madeira  

Chegou 7 de setembro
Dia de grande emoção
Ela foi ver a parada
E ficou com o batalhão

Soldado, cabo e sargento
Capitão, e o coronel do regimento
Também lhe passarm a mão

Já no dia de Finados
Com a alma consternada
Ela cismou de dar diferente
Deu para uma alma penada
 

A bicha é ruim demais
Se brincar da até o satanás
Mesmo ficando queimada

Por fim, 31 de dezembro
Festa do Ano Novo
E a quenga safada promete
Fazer tudo de novo 
Vai novamente chifrar
Até compadre Toinho ficar
Um corno no meio do povo

             Texto: Jatão Vaqueiro 

NOTÍCIAS

Água da adutora do Alto Oeste dependerá da conclusão da transposição do São Francisco

O Globo, noticia que a adutora do Alto Oeste potiguar em construção no Rio Grande do Norte, com recursos da União e do estado, somente atingirá os seus objetivos se concluída a obra de transposição do Rio Francisco, até o momento sem oferecer uma gota d’água à região nordeste.
A adutora do Alto Oeste potiguar correria o risco de ficar sem função. A obra consumiu R$ 35 milhões dos cofres públicos.
Já deveria estar captando água no Eixo Norte, que desaguaria em outro açude, o Pau dos Ferros.
Sem a transposição, o reservatório está à beira do colapso.
http://muralderiachodacruz.blogspot.com

domingo, 28 de abril de 2013

Receitas do Campo

Escondidinho de carne seca

Ingredientes

  • 1kg de aimpim (Macaxeira).
  • 1 kg de carne de sertão (sem gordura).
  • 1 copo de requeijão cremoso.
  • 1 cebola média.
  • 1 copo de leite.
  • 3 colheres de manteiga.
  • 1 pacote de queijo parmessão ralado.
  • 1 maço de salsinha a gosto.

Modo de preparo

Coloque a carne para desalgar na véspera.
Descasque o aimpim e coloque em pequenos pedaços para cozinhar (sal a gosto).
Depois de cozido o aimpim, passe no triturador e leve ao fogo, com a manteiga, o leite e o queijo parmessão ralado. (testura de purê).
Reserve.
A carne deverá ser cozida na panela de pressão. Depois de cozida, desfie.
Frite a carne já desfiada e acrecente a cebola e a salsinha.
Reserve.
Pegue uma travessa, unte com manteiga e coloque uma camada de purê de aimpim.
Coloque o recheio da carne seca, depois cubra com a outra parte do purê.
Depois de pronto, coloque por cima, o requeijão cremoso e pronto.
Leve ao forno já aquecido por mais ou menos 20min.
BOM APETITE.

Piadas de Caipira

Zeca vaqueiro estava há muito tempo desconfiado de seu sobrinho Ataliba que mora no sítio trapiá interior de Mungungue. O rapaz tinha um jeitinho meio afeminado. Um dia o rapaz chega e diz ao tio:
— Tio, amanhã é aniversário do Jorjão vaqueiro e eu nem sei o que dar para ele!
Seu Zeca encabulado com o geito do sobrinho fala:
-Oxente Ataliba, dá uma garrafa de cachaça a ele!
— Ai, tio... ele não bebe!
-Então dá uns sapatos! Ora essa...
— Deus me livre, tio! O Jorjão só usa botas de vaqueiro!
Seu Zeca já irritado não resistiu, e diz:
-Quer saber de uma coisa Ataliba? Então dá o fiofó pra ele!
— Ai tio, presente repetido não vale né?

CHOVEU NO SERTÃO

Como já choveu na mata – Vamos rezar pro sertão
















O nordeste brasileiro
É imenso e variado
Terra de um povo faceiro
Mas que sofre um bocado
Pela seca em longa data
E a falta de compaixão
Como já choveu na mata
Vamos rezar pro sertão.

Nem todos têm tanta sorte
De morar no litoral
Onde a chuva vem mais forte
E é maior o capital.
Lá quem mora é magnata
Coisa de rico e patrão
Como já choveu na mata
Vamos rezar pro sertão.

O sertanejo trabalha
Planta feijão e não vinga
Cada dia uma batalha
Capinando a caatinga
Planta mandioca e batata
E espera a chuva no chão
Como já choveu na mata
Vamos rezar pro sertão.

Veja só, que bom seria.
Ver o nordeste irrigado
Mas já virou utopia
Ver o Chico desviado
As máquinas tão em sucata
Nada de transposição
Como já choveu na mata
Vamos rezar pro sertão.

O que me deixa zangado
É ver tanta indiferença
Por parte do nosso Estado
Que nesse povo não pensa.
O Brasil é democrata
Mas vigora a opressão
Como já choveu na mata
Vamos rezar pro sertão.

A chuva que vem do céu
Ninguém pode controlar
Mas deixar o povo ao léu
Não dá para se aceitar
Só dão valor para a nata
E o pobre fica na mão
Como já choveu na mata
Vamos rezar pro sertão.

Só é lembrado o nortista
Quando vem nova campanha
Mostram uma grande lista
Os malditos sem vergonha
Registram até em ata
Obras da sua gestão
Como já choveu na mata
Vamos rezar pro sertão.

Eu sonho com a chuva fina
Caindo no meu telhado
Como na festa junina
Sorrisos de lado a lado
Aquele céu cor de prata
Cheio de nuvem e trovão
Como já choveu na mata
Vamos rezar pro sertão.

Nós vemos a presidente
Viajando mundo a fora
Toda feliz, sorridente.
Mas o nordeste ignora
Esquece que essa mamata
Depende da reeleição
Como já choveu na mata
Vamos rezar pro sertão.

O meu cordel é modesto
Sou um poeta amador
Não vá me fazer protesto
Pois faço tudo com amor
Se eu fosse um psicopata
Sujaria a minha mão
Mandava “os de gravata”
Pra setes palmos do chão.

O dileto e competente Edilson Biol se expressou assim:

NOTÍCIAS

Dia da Caatinga 

No Dia Nacional da Caatinga (28 de abril) ocorreu uma Audiência Pública na Câmara dos Deputados, em Brasília, para discutir formas de combate ao desmatamento e de obtenção de recursos na preservação ambiental do bioma Caatinga. O debate partiu da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável sugerido pelo presidente da comissão, deputado Giovani Cherini (PDT-RS).

 
Mais de 27 milhões de pessoas vivem na área original da Caatinga, que é carente e precisa da biodiversidade para se sustentar. E apesar de ocupada há séculos pelo homem, a Caatinga ainda não foi devidamente estudada, sendo um bioma bastante suscetível à ação humana. Segundo dados de 2008 do Ministério do Meio Ambiente, 45% do território estão desmatados. Um dos motivos é a extração ilegal de madeira para geração de energia. Também são causas do atual processo de desertificação (degradação em terras secas) da Caatinga: o extrativismo mineral, a agricultura praticada de forma errônea e a pecuária.
Fontes: Ascom MMA / Agência Câmara de Notícias

NOTÍCIAS

Mano defende agricultores durante reunião da Amorn em Pau dos Ferros.


O prefeito Mano Onofre defendeu os agricultores de Umarizal em seu discurso durante a reunião da Associação dos Municípios do Oeste do Rio Grande do Norte – Amorn, realizada neste sábado, 27, em Pau dos Ferros.

Durante o evento foi assinado um termo de cooperação da associação entre a Amorn e a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH) para perfuração de poços em municípios da região Oeste. Umarizal foi contemplado com 5.

São ações assim de ajuda direta aos municípios que vão ajudar aos agricultores e as famílias do campo a superar essa seca tão grande. Mas precisamos de mais. Precisamos que se perdoe a dívida dos agricultores, de mais incentivo e apoio dos poderes estaduais e federais, mas não para amanhã, é pra agora”, disse o prefeito Mano que também é Secretário Geral da Amorn.

Mano destacou ainda que espera agilidade na perfuração dos poços tubulares conquistados por Umarizal e mais 22 municípios da região Oeste. O prefeito destacou que vai continuar buscando recursos e investimentos para melhorar a vida do agricultor de Umarizal.

Do Site da Prefeitura de Umarizal

sábado, 27 de abril de 2013

Piadas de Caipira

Um bêbado vai a igreja de Mungungue se confessar...
Foto

“Ai Se Eu Te Pego” X "Asa Branca"

“Ai Se Eu Te Pego” é eleita melhor música do ano pela Billboard
“Ai Se Eu Te Pego” foi eleita a Melhor Música do Ano e a a Melhor Música Pop, na cerimônia da Billboard Latin Music Awards 2013. O evento aconteceu no BankUnited Center, em Miami, na noite dessa quinta-feira.

Michel Teló – único artista brasileiro entre os indicados – foi nomeado para 7 categorias. O cantor foi indicado para Novo Artista, Artista em Redes Sociais e Artista Pop e a sua música “Ai Se Eu Te Pego”, recebeu 4 indicações: Música do Ano, Música Pop, Música Digital e Música em Rádio.

Segundo a EFE, Teló disse no Red Carpet: "Estou muito feliz de estar aqui. É um momento muito especial para mim, pois hoje somos indicados em sete categorias". Teló ainda se apresentou  na cerimônia, na qual saiu vencedor em 2 categorias com o seu mega hit “Ai Se Eu Te Pego”.

Michel Teló ainda deixou uma mensagem no Instagram: “Ai Se Eu Te Pego” é eleita a melhor música do ano pela Billboard. A música ganhou as categorias de Melhor Música do Ano e Melhor Música Pop".

DO BLOG JATÃO VAQUEIRO:
Nada contra
O Michel Teló
Mais essa música
É ruim que da dó
"Ai Se Eu Te Pego"
Caboclo eu não nego
Prefiro um bom forró

Na verdade música hoje
Não tem letra nem melodia
Só tem mulher rebolando
E uma grande latomia
Um cabra no palco berrando
Duas loiras se rebolando
Ruim que dar agonia

Escute 'Ai Se Eu Te Pego"
Depois "Asa Branca" de Gonzagão
Ai você vai conhecer
O que é música boa patrão
Uma história contada
Da vida aperreada
Do povo do meu sertão
Que luta para viver 
Só parando quando morrer
E para terra descer o caixão

                      Texto: Jatão Vaqueiro
 

NOTÍCIAS

Governo autoriza por trés anos reconstituição de leite em pó

Como se não bastasse o prejuízo na pecuária causada pela seca que assola o nordeste com a redução (quase extinção) do rebanho bovino, o governo federal ao invés de recompor com incentivos a atividade nos estados, resolveu prejudicar ainda mais os produtores de leite da região.
Portaria normativa do gabinete do ministro da Agricultura autorizou, pelo prazo de três anos, a reconstituição de leite em pó pelas indústrias de laticínios localizadas nos estados do Piauí, Maranhão, Rio Grande do Norte, Ceará, Pernambuco, Alagoas, Paraíba, Sergipe e Bahia.
A matéria-prima leite em pó deve originar-se de estabelecimento localizado em território nacional ou de estabelecimento estrangeiro habilitado pelo Ministério da Agricultura.
http://saovicentern.blogspot.com.br/
DO BLOG JATÃO VAQUEIRO:
O criador nordestino
Tá sempre levando fumo
Depois dessa estiagem
Que deixou ele sem rumo
O governo federal
Anunciou no jornal
Leite em pó para consumo 
 
Ao invés de incentivar
O pecuarista do sertão
Repondo seu rebanho
Com crédito para aquisição
Vai é comprar leite em pó
E nós toma no fiofó
Sem repor nossa criação
 
Esses são nossos lideres
Eleitos para nos governar
Para buscar soluções
Em momentos que precisar
Mais para o povo do nordeste
Espero que ninguém conteste
Só faz nos atrapalhar
 
Por isso meu camarada
Preste muita atenção
2014 vem ai
É tempo de eleição
Analize em quem votar
O seu voto faz mudar
A realidade de uma região
Se você votar errado
Continuaremos parado
Sem recursos para o sertão
 
               Texto: Jatão Vaqueiro